Fiquem calmos: O esperançoso grito ‘Lula Livre’ é tão político quanto o raivoso ‘Lula Preso’ – Por Edgard Abbehusen

                                                                                                 Foto: Roberto Luís

Todo mundo, até a mais inocente criança atenta, sabe que Lula não será solto. O que começou com o impeachment de Dilma não acabaria numa calmaria de domingo pelas mãos de um desembargador plantonista. Tudo o que vier de agora em diante é só fato político. Marketing, propaganda. Brilhante, por sinal. Goste ou não do PT, do Lula e da sua turma.

O PT precisa continuar com Lula definindo a eleição, mesmo preso. E, goste ou não do PT, do Lula e da sua turma, é o que vai acontecer. Pois a direita fez e vem fazendo tudo errado, como um adolescente mimado e revoltado com os ‘nãos’ da urna. Tirou Dilma acreditando que tudo seria como dantes, não foi. Tentou frear a lava-jato de forma discreta, não deu certo. E, até o momento, só conta com uma turma de antipetistas dispostos a tudo para não ter o PT no poder novamente. Essa galera que aparece no Facebook indignada somente quando algo favorece o PT.

Da cadeia, lendo os seus livros e, certamente, rindo de tudo isso, Lula segue a sua missão. O barulho, mesmo que você não aceite, só reforça a imagem do preso político. Do injustiçado. Do ex presidente que foi preso por ter solicitado uma reforma de um triplex como propina.

É preciso pensar como um jogador de xadrex para compreender as cenas que se sucedem no país desde a saída de Dilma. E não, meus amigos, a questão não é se Lula sairá em tempo da prisão para concorrer as eleições de outubro. Chegará a hora em que Lula dirá quem, desses que estão aí na disputa pela presidência, receberá o seu apoio.
E xeque-mate.

Preso ou solto, não existe, pelo menos até agora, um embate jurídico que impeça Lula de jogar o jogo com as armas que ele tem. E gostando ou não do PT, do Lula e da sua turma, você também sabe disso!

Edgard Abbehusen criador do Fotocitando e autor do livro: ‘Quem tem como me amar não me perde em nada’.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *