Alan Sanches debate sobre qualidade do Sus na 5ª Conferência de Saúde em Taperoá

O deputado estadual Alan Sanches (DEM), médico por formação, especialista em ortopedia, foi o palestrante oficial na manhã desta sexta-feira (11), da 5ª Conferência Municipal de Saúde, em Taperóa. Com o tema: “Universo do Sus para a qualidade as saúde”, Sanches explanou sobre o funcionamento do sistema e apelou para que a União e Governo Estadual olhe mais atentamente para os municípios, “cuja receita é infimamente menor”.

“A gestão federal da saúde é realizada por meio do Ministério da Saúde, onde o governo federal, a União é o principal financiador da rede pública de saúde, com obrigação de aplicar metade de todos os recursos gastos no país em saúde. Também tem como função planejar, criar normas, avaliar e utilizar instrumentos para o controle do SUS. Enquanto o governo estadual, também deve contribuir com recursos próprios e ser um dos parceiros para a aplicação de políticas públicas, além de coordenar e planejar o SUS”, explicou, frisando, no entanto, que, infelizmente, a saúde do estado, da região do Recôncavo, de Taperóa não tem contado com esse apoio na prática.

“Sabemos que o país está em crise, porém os problemas da saúde pública não são de hoje e as prefeituras estão pagando alto preço sem a devida parceria. Na região do Recôncavo, por exemplo, temos apenas como unidade de alta complexidade o Hospital Regional de Santo Antonio de Jesus para atender a todos as cidades vizinhas. Porém, o que vemos hoje é um hospital em crise, com atraso de salários dos funcionários, pacientes no corredor, faltando medicamentos e até lençóis. Por isso, aproveito esta oportunidade para conclamar aos governos federal e estadual que tenham um olhar mais atento para a saúde pública baiana , para a regulação do Sus que não funciona, e para as prefeitura, que  encontram-se praticamente falidas”.