Paciente com problemas hepáticos morreu após reação a vacina contra febre amarela

A Fundação Oswaldo Cruz e Laboratório Central da Bahia (Lacen) confirmaram e através de divulgação de laudo de exame nesta segunda-feira (12), que um senhor de 57 anos, do município de Santo Estevão que morreu no dia 22 janeiro, teve reação a vacina da febre amarela.

Ele tinha problemas hepáticos e fez o uso da vacina sem passar por uma avaliação médica. A transmissão da doença aconteceu após a vacinação e no laudo consta a detecção de vírus da febre amarela vacinal.

De acordo com Edy Gomes, o diretor do Núcleo Regional de Saúde (NRS) o paciente recebeu a dose única da vacina. Ele informou ao Acorda Cidade que a reação à vacina é algo muito raro e que o paciente fazia uso de álcool, tinha complicações hepáticas, o que pode ter agravado a situação no sentido de potencializar algum dano hepático da reação adversa à vacina.

“O Ministério da Saúde recomenda que idosos, pessoas com comorbidades e pacientes com problemas hepáticos antes de serem vacinados passem por uma avaliação com um médico. O paciente não fez vez e recebeu a vacina. Infelizmente teve complicações e veio a óbito”, declarou.

Laudo do exame divulgado hoje (12).

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *