Empresários não podem cobrar dos funcionários prejuizos com inadimplência e fraudes

     

Foi aprovado ontem pelo Senado, o projeto de autoria do senador César Borges (PR-BA) que proíbe descontos nos salários de trabalhadores de prejuízo de empresa com assalto, cheque sem fundo ou cartão de crédito clonado. Esta prática já foi denunciada em Santo Antônio. Algumas lojas debitam dos funcionários os prejuízos com inadimplência dos clientes. No texto do projeto, Borges informa que a medida tem como objetivo beneficiar diretamente garçons, caixas de supermercados, frentistas e cobradores de ônibus, os quais são freqüentemente penalizados. Na verdade é uma lei dessas não deveria se quer ser necessária. Esta prática absurda é comum e aceita por funcionários que temem voltar ao pesadelo do desemprego.