Fonte Nova- uma trgédia anunciada

O piso do anel superior, onde fica a torcida Bamor, cedeu, em meio às comemorações da torcida pela volta a Série B do Campeonato Brasileiro. Onze pessoas despencaram de uma altura de 20 metros, sete morreram na hora e outra faleceu a caminho do HGE, onde deram entrada outros 13 feridos, seis em estado grave. Os demais foram transferidos para os hospitais Ernesto Simões e Santo Antônio. Foram confirmadas as mortes de Jadson Celestino, Djalma Lima, Anísio Marques Neto, Midiam Andrade Santos, Márcia Santos Cruz, Milena Vasques Palmeira e sua irmã, Patrícia Vasques Palmeira.O acidente ocorreu poucos minutos antes de encerrada a partida em que o Bahia empatou com o Vila Nova por 0 a 0, resultado que garantiu matematicamente o acesso à Série B. Mais de 60 mil torcedores lotaram o estádio.O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), divulgou nota em que lamentou a morte de torcedores do estádio da Fonte Nova e comunicou a interdição imediata do estádio e realização de perícia para apurar as causas do acidente. Jaques Wagner  montou um gabinete de crise na sede do governo baiano e suspendeu a agenda que cumpriria em São Paulo nesta segunda-feira (25). (fonte: Atarde).

Minha Opinião: Há informações de que uma promotora havia pedido a interdição do estádio. Mas os magnatas do futebol preferiram fazer uma “reforma”, na verdade uma maquiagem.  É sempre assim, uma tragédia anunciada, só se sabe que houve o aviso depois que a tragédia acontece, isso porque os avisos geralmente são ignorados em nome dos interesses, a exemplo do túnel do metrô em São Paulo. Agora, sabe-se, por exemplo, que um relatório divulgado pelo Sinaenco (Sindicato de Arquitetura e Engenharia) no dia 1º de novembro aponta o estádio da Fonte Nova como o pior entre os 29 vistoriados pela da entidade em todo o país. Os torcedores que enchem os cofres dos clubes e das entidades de dinheiro não sabiam disso. Agora o mínimo que se espera das autoridades é a apuração e punição dos responsáveis pela liberação do estádio mesmo em péssimas condições.