Jaques Wagner no Recôncavo.

Governo do Estado entrega mais um importante corredor de escoamento de produção

Mais de 150 mil pessoas serão beneficiadas com a recuperação da BA 046, no trecho que liga Amargosa (no Recôncavo-sul, a 235 km de Salvador) ao entroncamento da BR 116 (Milagres), por onde trafegam cerca de 500 veículos por dia. A pavimentação desse corredor rodoviário vai aproximar as BRs 101 e 116, rodovias federais de extrema importância para escoamento da produção do Estado. Os 32,50 km de extensão receberam um investimento de cerca de R$ 12 milhões e será inaugurado no próximo sábado (15), às 14 horas, pelo governador Jaques Wagner e pelo secretário estadual de Infra-estrutura, Antonio Carlos Batista Neves.

Os municípios beneficiados, além de Amargosa, são Santo Antônio de Jesus, Varzedo, São Miguel das Matas, Elísio Medrado e Milagres, facilitando o escoamento da produção industrial de calçados, produção agrícola de café, amendoim e limão, pecuária e mineral da região. Esta obra – como os trechos inaugurados na Estrada do Feijão (BA 052), entre o povoado de Porto Feliz, pertencente ao município de Piritiba, e Mundo Novo, BA 026, trecho Nova Itarana/Entroncamento BR 116, e BA 262, trecho Floresta Azul/Firmino Alves – faz parte do Programa de Integração dos Corredores Rodoviários – financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e conta com 40% de contrapartida do Estado. 

 Nossa Opinião:

Se somarmos os votos obtidos pelo governador Jaques Wagner em Cruz das Almas e Amargosa não ultrapassa  a votação que ele obteve em Santo Antônio. Antes de ser governador, quando ainda era apenas um pré-candidato, recebeu título de cidadão santo-antônienese. Foi o primeiro título de cidadão que Jaques Wagner no estado, por tanto, um titulo de cidadão baiano também. Apesar da importância econômica e política de Santo Antônio, o governador ainda não esteve aqui. Mas esteve em cidades administradas pelo PT, como Cruz das Almas e agora em Amargosa, pela terceira vez. Isso pode ser justificado pela velha mania do PT de olhar só pra dentro e atender com mais facilidade os pedidos e convites dos “companheiros” ou pela falta de força e organização do PT local, que nem se quer sabia que o governador estaria na região neste sábado.