Cachorros abandonados nas ruas de Santo Antônio representam risco à saúde pública

                    

Eles passam despercebidos sem muita importância, mas representam um problema à saúde pública. Em Santo Antônio de Jesus é comum encontrarmos cães abandonados, como este da foto acima, encontrado pela nossa equipe na Urbis III. Não sabemos qual a doença deste cão, se é transmissível ou não, mas ele circula tranquilamente pelas ruas da cidade se tronando um risco principalmente às crianças. Muitos, visivelmente doentes. No inicio da atual administração colocaram uma carrocinha circulando pela cidade, infelizmente não vemos mais este serviço, o que fez crescer a população canina abandonada. A estimativa está em constante crescimento pelo fato de que um cachorro tem até quatro cios por ano, podendo ter de quatro a seis filhotes por gestação. Esse aumento constante é preocupante principalmente porque os animais em situação de abandono podem se tornar hospedeiros para vários tipos de zoonoses como a raiva, a leptospirose, leishmaniose, hidatidose, toxoplasmose, sarna, larva migrans, fungos entre outras. Esse problema tem sido ignorado por autoridades e enfrentado por pessoas que se sensibilizam com as condições enfrentadas pelo “melhor amigo do homem”.