Pão francês pode ficar mais barato

 

Só nos últimos quatro meses, o brasileiro pagou quase 5% a mais pelo quilo do pãozinho francês. Segundo o Índice de Preços ao Consumidor da Fipe (IPC), medido em São Paulo, de outubro de 2007 a janeiro deste ano o quilo do pão ficou 4,85% mais caro. Outros produtos feitos com o trigo também subiram: o macarrão e a farinha tiveram alta de quase 10%. O fim da tarifa de importação de trigo, no entanto, pode baratear o preço dos produtos. Os reajustes acontecem desde o fim do ano passado, influenciados pelo preço do trigo que o Brasil importa. O país só produz cerca de 37% do trigo que consume – o restante é comprado dos Estados Unidos, Canadá e, principalmente, da Argentina, que havia deixado de vender o produto no fim do ano, mas, agora, deve retomar o comércio internacional.

 

Comentário: Em Santo Antônio quando o dólar aumentou e crise da Argentina atingiu seu auge, o preço do pão disparou. O dólar caiu e o preço ficou o mesmo, o barateamento se reverteu e lucro para as panificadoras. Agora é a vez do fim da tarifa de importação do trigo, resta saber se vão repassar essa queda ao consumidor.