Da irmã de Alexandre Nardoni: “Meu irmão fez uma besteira”

 

 

Foi essa a frase que uma testemunha contou ontem à polícia ter ouvido de Cristiane Nardoni, 20 anos, irmã de Alexandre Nardoni, pai de Isabella, de cinco anos, espancada, esganada e depois jogada de cabeça para baixo da janela do apartamento onde morava no sexto andar do edifício London, zona norte da de São Paulo, no último dia 29.A testemunha, cujo nome está sendo mantido em sigilo pela polícia, disse que estava com Cristiane em um bar do bairro de Santana quando ela recebeu um telefonema e abandonou nervosa o local. Havia ali uma festa. A polícia está à procura da promotora da festa, que também conversou com Cristiane na ocasião. Como a promotora está fora de São Paulo, só deverá ser ouvida na próxima semana.Ao jornal Folha de S. Paulo, Cristiane confirmou que de fato recebeu uma ligação quando estava no bar. Que não conseguiu entender direito o que lhe disseram. Mas que soube que algo de grave aconteçara com a sobrinha.A polícia encontrou manchas de sangue na camiseta usada na noite do crime por Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, 24 anos, madastra de Isabella. A frente da camiseta foi lavada, mas as manchas foram detectadas na parte de detrás dela.