Ex-secretário e empresário do G8 condenados por fraudar licitação

As promotoras de Justiça Rita Tourinho e Heliete Viana, do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (Gepam), entrar com ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-secretário municipal de Administração Luiz Carlos Café, que atualmente faz parte dos quadros da Secretaria de Turismo; a ex-coordenadora da Central de Gestão de Serviços e Contratos (CSC) da Prefeitura de Salvador, Jovenice Pinheiro de Sá; e os empresários Marcelo Guimarães (ex-dirigente do Esporte Clube Bahia), Jairo Barreiros de Almeida, Jairo Barreiros de Almeida Filho, Jorge Luiz Bonfim, Clemilton Rezende, Fábio Rezende, José Perez Estevez, Cristiano Medeiros Lima, Auro Ricardo Pisani da Silva e Hélio de Morais Júnior.  Segundo o Ministério Público, eles são acusados de contratação irregular de empresas de prestação de serviços de limpeza, conservação e manutenção predial e suporte operacional pelo Município de Salvador, com dispensa indevida de licitação através da “fabricação de situação de emergência”.

Fonte: Cinthia Kelly / Samuel Celestino