Tribunal de Justiça afasta prefeito de Camamú

O Tribunal Pleno acolheu, na manhã de segunda-feira (5), duas denúncias do Ministério Público contra o prefeito de Camamu, José Raimundo Assunção Santos, e deferiu, por maioria dos votos, o afastamento dele do cargo por um prazo de 90 dias. No caso dos prefeitos Manoel Dantas Cardoso, Rosângela Lemos Maia de Abreu e Milton José Fonseca Borges, de Gandu, Euclides da Cunha e Mucuri, respectivamente, o Pleno recebeu as denúncias, mas os manteve à frente do Executivo municipal. Já na ação penal originária por improbidade administrativa contra o prefeito de Camaçari, Luiz Carlos Caetano, a denúncia foi rejeitada por unanimidade. Ao fim da sessão plenária extraordinária, dirigida pela presidente Sílvia Zarif, foi eleita para o cargo de juiz efetivo do Tribunal Regional Eleitoral a magistrada Cynthia Maria Pina Resende. Ela obteve 13 votos e indicou o advogado Rômulo Ribeiro para integrar a lista tríplice, da qual sairá um nome para preenchimento da vaga de juiz substituto na mesma instituição.

Fonte: Ibahia