Lula diz que é contra proibição de candidaturas de políticos com ficha suja

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje ( 07 ) ser contra a possibilidade de a Justiça Eleitoral barrar a candidatura de políticos com ficha suja. Em ofício encaminhado hoje ao Supremo Tribunal Federal (STF), assinado por Lula e pela Advocacia-Geral da União (AGU), o governo contesta os argumentos da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que entrou com uma ação na Corte para impedir que candidatos com processos na Justiça disputem as eleições. No parecer, a administração federal argumentou que somente o Congresso pode estabelecer regras para tornar um político inelegível. “Não se pode querer, por meio da presente ação, subtrair a competência do Congresso Nacional para o exercício de tal mister”, argumentou o Poder Executivo no parecer. Apesar disso, o advogado da União Rafaelo Abritta, que elaborou o parecer assinado por Lula, admitiu que a ação da AMB “vai ao encontro dos anseios da sociedade brasileira”. Abritta afirmou que a AGU concorda com o “resultado ético” buscado pela ação da AMB: “Ética e moralidade na gestão da coisa pública.” Discorda, porém, de que essa alteração legal possa ser feita pelos ministros do Supremo.

Fonte: G1