Sobre a rigidez da Lei Eleitoral este ano

Ainda falando em novidades legais no Brasil, me chamou a atenção a rigidez  para com a divulgação das campanhas, especialmente no rádio.  Alguns órgãos de imprensa, como a Agência Radioweb, por exemplo, manifestaram preocupação com o excesso de zelo para com a matéria ter resultado numa Lei excessiva que, ao invés de proteger o direito do eleitor pela privacidade para julgar seus candidatos, acaba provocando uma espécie de nova censura por não permitir que fatos do dia a dia sejam expostos no noticiário.  O que posso dizer, como radialista e repórter, é que a atividade se tornou muito complexa durante esses meses de campanha eleitoral.  Como eliminar do foco as entrevistas com candidatos, alusões a projetos políticos ou reivindicações da comunidade e ainda assim manter informada a população?  Eis aí um grande nó cego para a imprensa brasileira desatar.