O fim das bandeiras nas campanhas eleitorais

Em uma reunião recente entre o juiz eleitoral, o ministério público, representantes da imprensa e dos candidatos, foi proposto a não utilização de bandeiras durante a campanha. As três coligações concordaram, apesar de não haver nenhuma proibição explícita na lei eleitoral. Um dos argumentos foi a utilização destas bandeiras como armas de agressão nas eleições passadas. É bom lembrar que as agressões foram registradas na semana da eleição. Então porque não restringir o uso somente do dia da eleição quando os ânimos estão mais acirrados? O eleitor não pode usar camisa. Não pode usar bandeira. Será que não estão tirando o direito do eleitor de demonstrar sua preferência por um determinado candidato? A rigidez da lei eleitoral tem em alguns aspectos inibido os gastos excessivos, a poluição sonora e ambiental, mas é necessário ter cuidado para não se aproximar do que chamamos de censura.