A credibilidade da pesquisa

Não cabe a este blogueiro julgar a credibilidade da pesquisa, até mesmo porque este instituto previu a vitória do atual prefeito na eleição passada. Mas depois do erro histórico do IBOPE há dois anos na eleição estadual da Bahia, todo mundo tem o direito de desconfiar de qualquer pesquisa. Os números não estão tão distante da realidade que vemos na rua. Se a diferença no resultado final for de apenas 5%  para Euvaldo o instituto terá acertado o resultado, se considerarmos a margem de erro. O único dado que me causou estranheza foi a rejeição de Franderrack a frente da de Euvaldo. Os índices de rejeição dos candidatos do PSOL geralmente são baixos, até porque são pouco conhecidos do grande público. Ou dado importante a ser ressaltado pela pesquisa é que ela reflete a realidade de 25 dias atrás, de lá pra cá a coisa pode ter melhorado ou piorado para um dos candidatos.