Raul Seixas sempre contemporâneo

As músicas do genial roqueiro baiano volta e meia servem para ilustrar momentos do cotidiano atual.  Afinal não seria uma Metamorfose Ambulante o PT de Lula que um dia pregou a moratória da dívida externa e o boicote aos bancos hoje ser um fiel seguidor da cartilha do FMI e favorável a um socorro bilionário para banqueiros a fim de evitar o estouro do dólar?  Aliás, falando em alta do dólar, tem sido uma Mosca na Sopa do espetáculo do crescimento prometido pelo presidente toda esse bafafá nas bolsas de valores pelo mundo afora.  No Rio, com a morte do vereador assasinado por traficantes recentemente, me lembrei dos versos de Cowboy Fora da Lei : ” Mamãe não quero ser prefeito, pode ser que eu seja eleito e alguém pode querer me assassinar”… Enquanto isso, na nossa Bahia, João Henrique canta vitória antecipada no segundo turno – O fundo musical bem que poderia ser entoado por Geddel no refrão de Rockixe :  “O que eu quero eu vou conseguir, pois quando eu quero todos querem, quando eu quero todo mundo pede mais e pede bis…”   Já para alguns prefeitos eleitos que, depois da reunião esta semana na sede da UPB ficaram sabendo que vão ter muito menos para gastar do que imaginavam, os versos de Ouro de Tolo combinam bem: ” Eu devia estar contente por ter conquistado tudo que quis mas confesso abestalhado que estou decepcionado”… Raulzito eterno…