Cinco laudas: mate-as ou as leia

 Tathiany de Pereira Andrade 

… “Só através da memória você aprende, adquire sabedoria, experiência, cultura; sem ela não há história, nem civilização, sem ela os livros não existiriam” . Pois bem, se só através da memória é que se aprende, adquire sabedoria, experiência e cultura, há que se descartar a utilidade das cinco laudas, basta-nos a memória. Parece simples, mas não é. Se Danuza Leão complementa dizendo que sem a memória não existiriam os livros, seria razoável considerarmos que os livros são conseqüência da memória. E de onde se originam os livros? De laudas, muitas delas. Brancas, amareladas, rasuradas, numeradas, desenhadas nas margens, machucadas, sujas de gordura, com pegadas de animais, de qualquer jeito, mas laudas. Ou seja, as laudas estão para a memória como as formigas famintas estão para aquele pequeno inseto morto que não foi tirado do chão. Ninguém as vê nos seus esconderijos secretos. LEIA O ARTIGO COMPLETO.