Wagner põe João Henrique como candidato a sucessão

Na edição deste domingo do jornal A Tarde, o jornalista Adilson Borges, que assina interinamente a coluna Tempo Presente, cita o trecho de uma entrevista em que o governador Jaques Wagner teria dado a um jornal do sul afirmando que a Bahia tem quatro potenciais candidatos ao Palácio de Ondina em 2010: ele próprio, o ex-governador Paulo Souto (DEM), o ministro da Integração, Geddel Vieira Lima (PMDB) e o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB).

Nossa opinião: Wagner demonstra que entendeu o recado do PMDB e sabe que não contará com ele na sucessão estadual. Mas Lula precisará do PMDB e sabendo disso que Gedel enfrenta o PT baiano sem nenhum medo usando inclusive recuso do seu ministério. Qual seria a possibilidade para João ser candidato ao governo do estado? O quadro para isso acontecer seria PMDB, PT e DEM saírem separados no primeiro turno. O PMDB com João para o governo, Geddel e um candidato de outro partido aliado para o senado. O PT com Wagner candidato a reeleição e outro petista e Lídice nas duas vagas do senado. O DEM deve lançar Paulo Souto ao governo, José Ronaldo ao senado e tentará com por com o PSDB, que ficará dividido entre Wagner e Serra.