Deputados mantêm verba extra na AL

Durante a convocação extraordinária da Assembleia Legislativa (AL), realizada de 6 a 28 de janeiro, uma matéria foi deixada de lado, apesar da grande expectativa por parte da sociedade: o projeto de emenda constitucional que extingue o pagamento de ajuda de custo aos parlamentares todas as vezes em que ocorrer convocações extraordinárias. A proposta tramita na Casa desde março de 2007 e foi alvo de ofício do deputado Zé Neto (PT), solicitando que fosse incluída na pauta da convocação. “Infelizmente, não houve acordo para isso, mas ficou pactuado que o projeto será discutido ainda no primeiro semestre de 2009”, afirmou o parlamentar.

Nossa opinião: O curioso é que o PT sempre criticou as convocações extraordinárias, consideradas como legais, porém imorais. Agora os petistas vêem seu governador usar deste artifício que é um compra de votos legalizada com o dinheiro público. Os deputados garantem aprovar as matérias de interesse do governo e em troca recebem uma boa verba pela convocação extraordinária. Como diz o velho ditado: mudam-se os carangueijos, mas a lama continua a mesma.