Remédios sem licença da ANVISA no alvo da fiscalização em Santo Antônio

O Promotor de Justiça, Bacharel Julimar Barreto, baixou em Santo Antônio de Jesus uma portaria proibindo a venda e divulgação de uma série de remédios que registravam, até recentemente, sucesso de vendas nas farmácias da região.  Segundo a autoridade, esses remédios não constavam da lista de licenciados da ANVISA – Agência Nacional de Vigiância Sanitária – e podem constituir tanto um perigo para a saúde humana quanto serem inócuos, não fazendo qualquer efeito para que os ingere, exceto o prejuízo no bolso.  Os remédios que estão proibidos de serem comercializados são:

Supermemo

Vitamemo

Tirador

Tayucaroba

Thiogenel

Cardiosetyl

Também o medicamento Asperalgin foi relacionado entre os remédios com propaganda proibida ( apesar deste possuir registro na ANVISA ) devido ao fato de não ter sido submetido a testes que comprovem a sua eficácia e relacione prováveis efeitos colaterais. Segundo Dr. Julimar, o crime de comercializar medicamentos sem licença pode gerar penas de até dez anos de prisão em regime fechado.