Setor produtivo resiste à proposta de redução de salários da Fieb

Uma crise nas relações trabalhistas começa a tomar corpo no setor produtivo baiano, depois que a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) sugeriu que o movimento sindical aceite as reduções de jornada e de salários e abra mão de alguns benefícios, ainda que temporariamente. Acontece que, do outro lado da mesa de negociações, há até quem admita deixar para depois a discussão sobre a ampliação de benefícios ou que, com ressalvas, aceite apenas a reposição da inflação sobre o salário, todavia a redução da remuneração ou a perda de direitos adquiridos está fora de cogitação

Fonte: A Tarde