Para onde caminha o vereador Chispita?

O afastamento de Chispita da base do governo Wagner não soa tanto como novidade, já que o vereador Marcos Muniz pertence ao PMDB, partido que não está vivendo nenhuma lua de mel com o PT na Bahia.  Apesar de que o PMDB de Chispita também, em tese,  não se aproximaria bem de Délcio Mascarenhas pu  do governo municipal. Alguns colegas dele manifestaram indignação com sua nova postura política, chegando até a chama-lo de traidor. Chispita creditou sua cisma à uma questão de distribuição de cargos públicos. Poderia se determinar a que grupo ele pertence e que bandeira ele defende pela quantidade de cargos disponibilizados? O PT bem que poderia levantar a questão de que Chispita teria se vendido em troca de cargos mas, analisando, por outro lado, se cargos não são tão importantes como alguns gostam de defender, por que então o PT faz tanta questão de indicar correligionários para órgãos importantes em Santo Antônio como SAC, DIREC, 4ªDIRES, CIRETRAN, entre outros? O PT sabe como é importante o loteamento de cargos para se fazer política. Chispita tem dito que deverá conversar com o grupo do prefeito, inclusive já se cogita que ele venha a ser líder do prefeito na Câmara, embora Euvaldo saiba que o vereador não é muito fácil e costuma ser exigente. Chispita está fazendo de tudo para ser expulso do PMDB, o que lhe possibilitaria migrar para outro partido, provávelmente o PR.  O PMDB já não deve estar muito satisfeito com a indefinição política do vereador em momentos de decisão na Câmara e no cenário político e, devido a isso, podemos afirmar que essa expulsão já está mais do que desenhada. É esperar pra ver.