Marcelo Nilo vai pro PSB

 

 

Depois de frustrada a tentativa do governo de agregar cerca de 12 deputados estaduais e federais, com o conselheiro Otto Alencar (TCM), num único partido, com vistas ao ortalecimento do palanque do governador Jaques Wagner (PT) em 2010, o presidente da Assembleia egislativa, Marcelo Nilo, que deixou o PSDB, decidiu articular seu caminho e disse que “o partido mais próximo ideologicamente do meu pensamento é o PSB”, embora converse com outros. A deputada Lídice da Mata, presidente do PSB na Bahia, confirmou que fez convite formal e aguarda decisão de Nilo. Nilo deverá receber documento de aceite da desfiliação no próximo dia 7 de agosto das mãos Executiva do PSDB – o qual marchará ao lado do DEM ano que vem, com o ex-governador Paulo Souto (DEM) –, que acordou não acionar a lei de fidelidade partidária e exigir seu mandato. Fontes parlamentares que preferiram não se identificar disseram para a reportagem que os ex-secretários da capital, os tucanos Nestor Duarte (Transportes) e Arnando Lessa (Serviços Públicos) também seguirão o rumo de Nilo.

 

Fonte: A Tarde

Nossa Opinião

Esse caso me lembra a situação de Chispita aqui em Santo Antônio de Jesus. Chispita provocando o tempo todo para sair do partido.  Chegou a consultar alguém se o fato de Humberto ter chamado ele de psicopata seria motivo para deixar o partido. O vereador está se comportando como aquele funcionário que quer sair de uma empresa mas quer sair demitido.  Por outro lado seu partido, o PMDB municipal, também já espera que ele saia mas aguarda que o vereador forneça motivo suficiente para ser processado por infidelidade partidária. Vamos ver até quando Chispita pode suportar tamanha pressão.