Líder do PT na Assembléia rejeita aliança com César Borges

O l?der do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Paulo Rangel, indagado sobre as costuras pol?ticas do seu partido nesta elei??o, surpreendeu ao trazer uma declara??o para l? de bomb?stica. Ele n?o quer, em hip?tese alguma, uma alian?a com o senador C?sar Borges (PR) na chapa petista e acrescentou que se essa composi??o ocorrer pode, inclusive, resultar na derrota do governador Jaques Wagner. Com uma declara??o mais do que anti-carlista, o parlamentar foi enf?tico e arrematou que o chefe do Executivo baiano ?est? t?o bem que n?o precisa de C?sar para ganhar a elei??o. Eu n?o votarei jamais nele (C?sar Borges), porque trai??o n?o se premia nem quando se trata de opositor e o acho um traidor. N?o vamos dar um emprego de oito anos a ele. N?s vencemos o carlismo e n?o precisamos deles para permanecer no governo. Volto a enfatizar que jamais votarei em C?sar Borges. N?o podemos fazer pol?tica dessa forma?, disparou Rangel. O deputado n?o economizou nas demonstra??es de antipatia ao republicano e se comprometeu a levar para frente a sua postura.

Fonte: Bahia Not?cias