População assustada com tremores de terra na região do Vale do Jiquiriçá

A terra voltou a tremer na regi?o do Vale do Jiquiri??, no Rec?ncavo baiano. Dessa vez atingiu apenas as localidades da zona rural do munic?pio de Jiquiri?? (a 252 km de Salvador). A popula??o mais uma vez ficou assustada. O abalo s?smico foi ouvido somente em Boqueir?o da Perema e Tabuleiro da Boa Ventura, onde j? havia acontecido tremores antes at? do ?ltimo que ocorreu em v?rias ?reas do munic?pio vizinho, Mutu?pe, e tamb?m em localiddes rurais de Jiquiri??, no ?ltimo dia 17 de mar?o. Segundo moradores, o tremor causou O sismo acorreu na segunda-feira , dia 29, pela manh? e na tarde do ultimo s?bado (27) por volta das 17 horas, mas n?o foi sentido no centro da cidade, apenas nestas duas localidades da zona rural. Praticamente todos os moradores da regi?o do Boqueir?o e Tabuleiro da Boa Ventura sentiram o fen?meno. De acordo com relato de moradores, o tremor veio acompanhado de um barulho forte vindo de dentro do ch?o. O assunto do abalo s?smico ganhou dimens?o. Quem n?o sentiu, conhece algu?m ou ouviu falar e tem sido o principal assunto da regi?o.

A casa de Fernando Jesus Santiago, de 47 anos, ficou com uma enorme rachadura, o que deixou a fam?lia preocupada. ?Eu ouvi um impacto forte, parecia uma bomba de baixo da terra?, contou. Maria de Lurdes Teixeira da Concei??o Santos disse que em v?rias casas vizinhas o tremor foi sentido. ?Na hora todo mundo correu para a rua?, disse assustada. ?Numa outra localidade, a casa da lavradora Balbina de Jesus Lisboa Sousa, ficou com uma parte do reboco destru?do, al?m de uma rachadura na parede da cozinha. O marido de Balbina, Linaldo Rafael de Souza, contou que estava na ro?a trabalhando e voltou para casa ?s pressas. ?Queria ver como estavam meus filhos?. As pessoas da regi?o contaram que h? seis anos aconteceram v?rios tremores de terra semelhantes na regi?o do Vale do Jiquri??. Foram os mesmos que tiraram? o sono dos moradores do Alto da Lagoinha, povoado de Uba?ra, que tamb?m est? localizada na regi?o do Vale.

Apesar de ningu?m ter ficado ferido no tremor de terra do ultimo final de semana, muitas pessoas sentem medo porque n?o sabem quando um novo tremor vai acontecer nem qual ser? a sua magnitude. Segundo informa??es do professor Joaquim Mendes Ferreira, coordenador do Laborat?rio de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Ufrn),? a atividade acontece normalmente na regi?o Nordeste. ?N?o temos como registrar pela dist?ncia, mas ? normal nesta regi?o. H? muito spo?os no interior da terra e as rochas podem sofrer pequenos deslocamentos, gerando esses tremores de terra, que geralmente tem magnitude de 2,0 graus na escala Richter. Agora, o motivo de ocorrer com frequ?ncia no memso local n?o ? f?cil de responder?, avaliou o professor.