População queria linchar e queimar casa de assassino em Castro Alves

Os corpos de Lucineide Santos, de 30 anos, e ?rica Nascimento, 15, foram encontrados por populares em uma estrada, na localidade das Antas, no munic?pio de Castro Alves, por volta das 9h da manh? de domingo, 14. As v?timas tiveram seus corpos carbonizados, al?m de apresentar marcas de golpes de fac?o e ind?cios de viol?ncia sexual.?Durante a investiga??o, a pol?cia chegou a Ant?nio Cruz dos Santos, 49, que segundo a m?e de Lucineide, ? casado e mantinha um relacionamento extra-conjugal com sua filha. Ao chegar na casa do acusado, por volta das 21h, a pol?cia o encontrou com ferimentos nos bra?os e joelhos, o que despertou a suspeita da delegada respons?vel pelo caso Edeilda Costa.Em depoimento, o acusado confessou o duplo homic?dio, mas nega ter cometido crime sexual. Segundo Ant?nio, ele dava carona ?s duas v?timas, quando come?ou uma discuss?o com a amante, que amea?ava por fim ao relacionamento caso ele n?o se separasse da esposa. Em seguida, os dois desceram do carro e ele a matou . Ant?nio garantiu que ?rica foi morta apenas por ter testemunhado o assassinato.De acordo com a delegada, as marcas nos corpos das duas v?timas indicam estupro, mas ainda n?o h? confirma??o do fato. Ap?s a confiss?o, o acusado foi levado para a delegacia de Santo Ant?nio por conta da mobiliza??o popular em torno da delegacia de Castro Alves, que amea?ava linchar e queimar o im?vel onde residia o criminoso.

Fonte: Atarde