Advogado dos moradores da Urbis IV entra com ação cautelar contra Caixa

A ger?ncia de aliena??o de bens, m?veis e im?veis da Caixa Econ?mica Federal (CEF), ag?ncia Santo Ant?nio de Jesus, ? alvo de uma a??o cautelar junto a 6? Vara Civil, do Tribunal de Justi?a da Bahia (TJB), movida pelo advogado Ant?nio Leal, em prol da Associa??o de Moradores da Urbis IV. ?Vou pedir R$ 10 mil di?rios de multa se continuar com a inten??o de tomar as casas das fam?lias da Urbis IV?, garantiu.

Segundo Leal, a CEF construiu ?1110 arapucas?. ?S?o casas fora do padr?o estabelecido pela prefeitura e pelo Minist?rio da A??o Social, que foram reprovadas pela per?cia da Justi?a Federal. Os moradores gastaram dinheiro para investir na amplia??o da casa, al?m de colocar novo telhado, nova janela, novo piso. O tamanho da sala, por exemplo, deveria ter 10 m2, s? tem 7,44 m2?, explicou o advogado. As casas da Urbis IV est?o sub-j?dice.

O advogado afirmou que recorreu ao Supremo Tribunal Federal e que enviou ao ?rg?o uma carta explicando a situa??o das fam?lias da Urbis IV. ?Dentro de 15 dias teremos um resultado a favor dos moradores?, assegurou Ant?nio Leal. Ele disse que est? tomando as provid?ncias necess?rias para resolver o problema entre a CEF e os moradores da Urbis IV.

ENTENDA O CASO

Os moradores do conjunto residencial da Urbis IV est?o temerosos quanto a perda de suas casas. Segundo os moradores, funcion?rios da Caixa Econ?mica Federal, respons?vel pelo financiamento das casas do conjunto habitacional, tiraram fotos de algumas resid?ncias e informaram que as casas v?o a leil?o, j? que os pagamentos n?o teriam sido quitados pelos propriet?rios. Temendo perder as casas, os propriet?rios acionaram a Associa??o dos Moradores da Urbis IV, que passou o caso para o advogado Antonio Leal.