Alunos do Colégio da PM sofrem infecção alimentar; cantina é interditada e aulas presenciais suspensas

As aulas seguirão de forma remota até sexta-feira e voltarão ao modo presencial na próxima segunda-feira (14)
Alunos do Colégio da PM sofrem infecção alimentar; cantina é interditada e aulas presenciais suspensas
Alunos do Colégio da PM sofrem infecção alimentar após merenda na BA — Foto: Divulgação

Alunos da unidade Dendezeiros do Colégio da Polícia Militar sofreram uma infecção alimentar, após ingestão da merenda, na última quinta-feira (2). Os alunos teriam comida pirão de aipim com calabresa. De acordo com a mãe de um aluno, cerca de 20 estudantes do 7º ano passaram mal.

Após a denúncia, a Secretaria Municipal da Saúde informou que uma equipe da vigilância sanitária foi até o local para realizar uma inspeção e constatou inconformidades no local. Após essa vistoria, o órgão da SMS decidiu interditar o espaço.

Segundo a Vigilância, após o cumprimento das exigências sanitárias, a direção da instituição de ensino deve solicitar uma nova inspeção para os fiscais avaliarem o espaço.

A escola divulgou nota nas redes sociais onde diz que na terça-feira (8) foi realizada uma reunião entre representantes da Secretaria de Educação do Estado (SEC), da direção pedagógica e militar em busca de soluções para o fornecimento da merenda.

Já a SEC não comentou sobre o problema alimentar dos alunos, mas disse, também através de nota, que o CPM Dendezeiros está passando por ampliação e modernização e que um novo refeitório está sendo construído para atender até 200 pessoas.

A SEC diz ainda que por causa da obra, que está em andamento, foi necessário utilizar a cantina provisoriamente. Segundo a secretaria, uma cozinha industrial será montada com as adequações necessárias para o atendimento aos estudantes ainda nesta semana.

As aulas seguirão de forma remota até sexta-feira e voltarão ao modo presencial na próxima segunda-feira (14).