Paralisação Nacional dos professores acontece nesta quarta-feira (16), anuncia APLB

No interior do estado,  a orientação da APLB é que a categoria consulte as delegacias e núcleos da entidade e participe das mobilizações locais.

Paralisação Nacional dos professores acontece nesta quarta-feira (16), anuncia APLB

A APLB sindicato anunciou que nesta quarta-feira  acontece uma paralisação nacional da rede pública de ensino pela valorização da categoria e o cumprimento do piso do Magistério.

De acordo o sindicato, na Bahia, a ação é promovida pela APLB-SINDICATO e a CNTE. Em Salvador, a manifestação está marcada para às 9h, na Praça da Piedade.

No interior do estado,  a orientação da APLB é que a categoria consulte as delegacias e núcleos da entidade e participe das mobilizações locais.

Conforme a professora Jucilane Barreto, representante da APLB em Santo Antônio de Jesus, em entrevista ao repórter Itajaí Júnior da Andaiá FM, espera que a prefeitura cumpra todas as prerrogativas para o pagamento do reajuste anual do magistério. Ainda conforme a professora, a categoria se reunirá nesta quarta em assembleia para discutir o assunto, aproveitando a indicativa de paralisação nacional.

 

Veja as principais reivindicações do protesto:

Cumprimento do piso do magistério 2022 (R$ 3.845,63 e 1/3 de jornada extraclasse) em todas as redes escolares.

Regulamentação do piso salarial dos profissionais da educação (art. 206, VIII da Constituição Federal).

Valorização dos planos de carreira, contratações por concurso público e contra a Terceirização na Educação.

Revogação do “Novo Ensino Médio” excludente e de formação minimalista dos estudantes.

Contra a Militarização escolar, o homeschooling (educação domiciliar) e a Lei da mordaça (Escola sem Partido).