ACM Neto alerta para taxa de homicídios na Bahia superior à do Equador em crise

Foto: reprodução

Ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do União Brasil, ACM Neto comparou nesta quinta-feira (18) os índices de violência da Bahia aos do Equador – país que atravessa uma das maiores crises dos últimos anos na segurança pública – e responsabilizou o PT pela falta de ação no combate à criminalidade.

“Diante de tudo que está acontecendo no Equador, a gente não pode deixar de olhar para a nossa realidade, para o que vem acontecendo na Bahia. Infelizmente, a realidade da Bahia não é muito diferente da realidade do Equador. Ao contrário, quando a gente olha a taxa de homicídios do país é 46,5 por cada 100 mil habitantes. Na Bahia, acreditem, é 47,1. Se barbaridades estão acontecendo lá (Equador), também barbaridades acontecem aqui (Bahia) todos os dias”, afirmou ACM Neto em publicação nas redes sociais.

De acordo com o ex-prefeito, todos os dias líderes das facções criminosas colocam em risco a vida da população com disputas por territórios, impõem cobranças de pedágios para comerciantes e proíbem a livre circulação das pessoas, em determinados casos.

“Entre 2011 e 2021, quase todos os estados brasileiros conseguiram reduzir suas taxas de homicídios, mas na Bahia, infelizmente, aconteceu o contrário, com um aumento de quase 22%”, disse.

Ao final da gravação, ACM Neto voltou a fazer um apelo ao governo estadual para intensificar o combate aos criminosos.

“O PT, que já iniciou o 18º ano à frente ao governo da Bahia, precisa levar a sério o problema da segurança pública e enfrentar essa coisa dramática que é o número de homicídios que acontece em nosso estado, semelhante ao de muitas guerras ou a essa barbaridade que está acontecendo no Equador”, afirmou.

Crise no Equador

A onda de violência no Equador se intensificou há quase duas semanas, após a fuga da prisão de um líder de um grupo criminoso.

Em seguida, homens encapuzados invadiram um canal de televisão.

Foi decretado “conflito armado interno” pelo Governo, foram presas dezenas de pessoas e estabelecimentos foram fechados.

Assassinos mataram um promotor que investigava a invasão à emissora TC Televisión.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia