Bahia será enredo de escolas de samba do Rio e São Paulo em 2024

Foto: reprodução

Em 2024, a Bahia será enredo de ao menos três escolas de samba do Rio de Janeiro em São Paulo.

No estado carioca, duas escolas de samba vão homenagear o estado baiano.

A Sereno de Campo Grande, que desfila na série Ouro, vai levar para a Marquês de Sapucaí o enredo “4 de dezembro”, em honra às festividades a Santa Bárbara.

Idealizada pelo carnavalesco Thiago Avís, o tema narra a trajetória de Oyá, que atravessa o Oceano Atlântico e passa a ser cultuada, culminando nessa grande procissão que começa na subida do Pelourinho, percorrendo as ruas do Centro a Barroquinha, passando pela Baixa do Sapateiros e voltando a Igreja de Nossa Senhora do Rosário do Pretos.

Já a União do Parque Acari, revelou o samba-enredo que apresentará em sua estreia na Marquês de Sapucaí no Carnaval 2024.

A escola vai trazer um tributo aos 50 anos do Bloco Ilê Aiyê, considerado o primeiro bloco afro do Brasil.

A agremiação vai desfilar na série Ouro, que promete trazer uma abordagem rica e culturalmente significativa para o Carnaval de 2024.

A União do Parque Acari disse em apresentação d enredo que o Ilê Aiyê desempenhou um papel crucial na promoção da cultura afro-brasileira no cenário cultural do país.

A escola de samba confirmou a parceria de número 5 dos compositores Jorginho Moreira, Alexandre Reis, Márcio de Deus, professor Laranjo, Gigi da Estiva, Binho Araújo, Jr. Professor, Madalena, Odmar do Banjo, Raphael Krek e Telmo Agusto.

Em São Paulo, quem leva a Bahia para o sambódromo é a Acadêmicos do Tatuapé. Mata de São João foi escolhida para ser o tema do samba-enredo da escola, intitulado “Uma jóia da Bahia, símbolo de preservação! Entre cantor e tambores, viva mata de São João!”.

A escola está prevista para ser a quinta a desfilar no primeiro dia do grupo especial, 9 de fevereiro.

Então, com uma visão sustentável, a agremiação vai plantar duas mil árvores em função do carbono gerado no desfile.

Ao todo serão cinco carros alegóricos que vão trazer desde a colonização do Brasil, até a Sapiranga, o Projeto Tamar e o Castelo Garcia D’Ávila.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia