Quase metade dos acidentes na BR-324 envolve motocicletas

Foto: PRF | Comando Educativo BR 324 – Orientações sobre pilotagem segura em rodovias federais

Quase metade dos casos de acidentes na BR-324 envolvem motocicletas. Informações divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal, indicam que a falta de atenção e desrespeito às normas de trânsito estão entre os principais motivos.

Na BR-324, cerca de 43,59% dos acidentes envolveram motocicletas, motonetas, ciclomotores e similares, com o saldo de 30 feridos e 11 óbitos. Além dos desrespeitos às normas e a falta de atenção, a PRF aponta que não guardar distância de segurança, transitar com a motocicleta entre as faixas e andar em alta velocidade entre os veículos no trânsito congestionado, também contribui para o saldo de sinistros.

Estes dados vão de encontro com os também observados nos atendimentos no HRSAJ em Santo Antônio de Jesus. O diretor do Hospital Regional do município, Dr. Antônio Carlos, mais de 3.500 vítimas de acidentes de moto são atendidas anualmente no hospital, o que contabiliza cerca de 10 atendimentos diários de vítimas da cidade e região. Segundo o gestor do hospital, cerca de 70% dos casos envolvem embriaguez.

A PRF chama atenção para os trechos com líquidos, grãos, areia, pedras ou outros produtos sobre a pista, pois estes representam perigo para motociclistas. Recomenda-se nestes casos, reduzir a velocidade, fazer o desvio, caso seja possível, e jamais frear bruscamente.

A polícia tem atuado na prevenção e informação dos condutores, fiscalizando não só a velocidade, mas também o uso de celular e do capacete e demais irregularidades.

 



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia