Procura por graduações à distância cresce 24% na Bahia

Especialistas apontam que a pandemia de COVID-19 foi um fator determinante para essa mudança.

Foto: Pexels

A busca por cursos de graduação à distância (EAD) na Bahia registrou um aumento significativo de 24%, segundo o Mapa do Ensino Superior no Brasil 2024. Entre 2021 e 2022, o número de matriculados em cursos EAD no estado chegou a 207.293. As graduações mais procuradas foram pedagogia e administração.

Esse crescimento é impulsionado principalmente pela expansão da oferta na rede privada. De 2020 a 2022, foram criadas 51.504 novas vagas para cursos à distância em instituições particulares na Bahia. Em contrapartida, a rede pública enfrentou uma redução de 1.078 vagas no mesmo período. Desde 2006, o programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), do governo federal, tem permitido que universidades públicas ofereçam cursos EAD, majoritariamente de licenciatura, em áreas mais afastadas do estado.

O interesse pelo ensino à distância na Bahia não é recente, mas tem ganhado força nos últimos anos. Em 2015, havia 95,4 mil alunos matriculados nessa modalidade. Em 2022, esse número saltou para 207,2 mil, representando um aumento de 117% em sete anos. Especialistas apontam que a pandemia de COVID-19 foi um fator determinante para essa mudança.

“A partir da pandemia, pessoas que tinham uma certa resistência à educação à distância perceberam que é possível aprender, inclusive os professores. Nesse momento de pós-pandemia, há uma preferência por essa metodologia, especialmente para pessoas que moram longe dos centros urbanos”, analisa Eniel do Espírito Santo, professor e pesquisador de EAD e tecnologias digitais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em contato com o Jornal Correio



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia