MP investiga práticas racistas nas redes sociais contra participante do BBB24

O baiano atingiu 4,6 milhões seguidores – Foto: Divulgação/Globo / Pipoca Moderna

O Ministério Público estadual, por meio da Promotoria de Justiça de Combate ao Racismo, instaurou procedimento para apurar notícia de fato que relata práticas racistas cometidas nas redes sociais contra Davi Brito Santos de Oliveira, que participa atualmente de programa televisivo de reality show.

De acordo com o órgão, a representação dos crimes foi protocolada na segunda-feira (11). O caso é apurado por meio da Promotoria de Justiça de Combate ao Racismo.

A promotora de Justiça Lívia Sant’Anna Vaz, informou que as empresas responsáveis pelas redes sociais onde teriam ocorrido as ofensas racistas serão oficiadas para enviar informações dos perfis que teriam incorrido na suposta prática criminosa, com o objetivo de identificar os autores.

“As pessoas têm ficado muito à vontade para manifestar ódio nas redes sociais, seja racial, de gênero, de orientação sexual, acreditando que estão na clandestinidade, que não serão descobertas. Mas nós temos instrumentos jurídicos e tecnológicos para descobrir a autoria deste tipo de mensagem”, afirmou a promotora.

Ela orientou que as pessoas devem denunciar, caso se deparem com expressões dessa natureza, “printando” o conteúdo e anotando o endereço (URL) dos perfis que fizeram as ofensas criminosas.

As denúncias podem ser realizadas ao Ministério Público por meio do Disque 127, do site de atendimento ao cidadão e também pelo e-mail [email protected].



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia