Brasil tem 1.942 cidades com risco de desastre ambiental

Com a intensificação das mudanças climáticas causadas pela ação humana, os desastres ambientais e climáticos têm aumentado em todo o mundo, incluindo no Brasil.

O governo federal mapeou 1.942 municípios brasileiros suscetíveis a desastres como deslizamentos de terra, alagamentos, enxurradas e inundações, representando quase 35% dos municípios do país.

Segundo um estudo do governo federal, “o aumento na frequência e na intensidade dos eventos extremos de chuvas vem criando um cenário desafiador para todos os países, especialmente para aqueles em desenvolvimento e de grande extensão territorial, como o Brasil.”

As áreas de risco nestes municípios abrigam mais de 8,9 milhões de brasileiros, ou seja, cerca de 6% da população nacional.

O levantamento, publicado em abril deste ano, revisou a metodologia anterior, adicionando mais critérios e novas bases de dados, ampliando em 136% o número de municípios considerados em risco. Em 2012, apenas 821 cidades foram mapeadas com esse tipo de risco.

Os estados com a maior proporção da população em áreas de risco são Bahia (17,3%), Espírito Santo (13,8%), Pernambuco (11,6%), Minas Gerais (10,6%) e Acre (9,7%).

Por outro lado, as unidades federativas com a população mais protegida contra desastres são Distrito Federal (0,1%), Goiás (0,2%), Mato Grosso (0,3%) e Paraná (1%).

O estudo foi coordenado pela Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento, ligada à Casa Civil da Presidência da República.

O levantamento foi solicitado devido às obras previstas para o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que prevê investimentos em infraestrutura em todo o país.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia