Senado aprova reajustes salariais para PF, PRF e Polícia Penal

Segundo cálculos do Planalto, ao final das parcelas dos reajustes, em 2026, o impacto orçamentário será de cerca de R$ 2,24 bilhões.

Foto: Ascom PF

O Senado aprovou nesta quarta-feira (29) um projeto que reajusta os salários das carreiras da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Penal Federal. O texto segue agora para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A proposta está baseada em acordos firmados entre o governo federal e as categorias em dezembro de 2023 e janeiro deste ano.

Os reajustes serão concedidos de forma gradual, divididos em três parcelas. A primeira será paga em agosto de 2024, a segunda em maio de 2025 e a terceira em maio de 2026.

Os delegados e peritos criminais federais, no topo da carreira da PF, terão seus salários reajustados dos atuais R$ 33.721 para R$ 41.350. Na PRF, os salários das categorias especiais alcançarão R$ 23 mil em 2026. Os servidores da Polícia Penal Federal, que trabalham em unidades prisionais, terão um aumento médio de cerca de 60%, com o salário da principal categoria chegando a R$ 20 mil.

Segundo cálculos do Planalto, o impacto orçamentário total dos reajustes será de aproximadamente R$ 2,24 bilhões até 2026.

O líder do governo no Senado e relator da proposta, senador Jaques Wagner (PT-BA), afirmou que a atualização dos vencimentos estabelece um “quadro sólido para fundamentar a atuação do Poder Público”.

“Na área da segurança pública, que sempre é alvo de grande atenção do governo, os reajustes salariais dos policiais federais e policiais rodoviários federais, e a estruturação das carreiras, com aumento salarial, da Polícia Penal Federal, estabelecem um quadro sólido para fundamentar a atuação do Poder Público”, disse.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia