Avião de acrobacias cai no interior de São Paulo e deixa piloto morto

O avião caiu de bico logo após decolar

Foto: reprodução

Na manhã desta segunda-feira (10), o avião biplano de acrobacias conhecido como Barão Vermelho, devido às suas cores vermelha e branca, caiu no aeródromo de Bauru, no interior de São Paulo.

A queda da aeronave resultou na morte do piloto Igor Reis, membro da esquadrilha Acro, especializada em acrobacias aéreas. O avião pegou fogo após o impacto.

Igor havia se apresentado no evento Arraiá Aéreo, organizado pela fundação do astronauta e senador Marcos Pontes (PL), no dia anterior. A Força Aérea Brasileira (FAB) está investigando o acidente.

Donizete do Carmo, presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdurb), que administra o aeródromo, informou que o evento tinha se encerrado no domingo (09), mas muitos pilotos, incluindo Igor, planejaram retornar às suas cidades na segunda-feira.

Segundo Donizete, o avião caiu de bico logo após decolar. A pista foi interditada e os bombeiros, junto com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram acionados, mas não puderam salvar o piloto.

Os bombeiros extinguiram as chamas, mas o avião ficou completamente destruído. Durante uma vistoria na pista, uma peça que pode ter se desprendido do avião foi encontrada e entregue às autoridades para investigação. Uma equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) está no local para apurar as causas do acidente.

Igor Reis, natural de Mogi Mirim e residente na região de Jundiaí, trabalhava profissionalmente com tecnologia da informação e tinha a aviação como hobby. Ele também atuava como instrutor de pilotos de acrobacias desde 2021. No evento do domingo, Reis participou de uma exibição inspirada no filme “Top Gun,” que foi um dos destaques do Arraiá Aéreo.

A Fundação Astronauta Marcos Pontes expressou suas condolências em uma nota no Instagram, destacando a alegria e disposição de Igor Reis em ajudar causas sociais.

O Comando da Aeronáutica também emitiu uma nota informando que investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos foram acionados para realizar a coleta de dados e a preservação de elementos para a investigação do acidente da aeronave de matrícula PP-XNB.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia