Inscrições para concurso da Justiça Eleitoral começam hoje (04)

As remunerações variam de R$ 8.529,65 a R$ 13.994,78, com uma carga horária semanal de 40 horas.

Foto: reprodução

As inscrições para o concurso unificado da Justiça Eleitoral começam nesta terça-feira (4), às 17h, e vão até 18 de julho, às 18h, no horário de Brasília. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e 26 tribunais regionais eleitorais (TREs) oferecem 389 vagas, sendo 116 para analista judiciário e 273 para técnico judiciário, além da formação de cadastro reserva.

As remunerações variam de R$ 8.529,65 a R$ 13.994,78, com uma carga horária semanal de 40 horas.

As provas objetivas e discursivas estão previstas para 22 de setembro de 2024, nas cidades sedes dos tribunais eleitorais.

As inscrições devem ser feitas no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), organizador do concurso. A isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada a partir das 17h desta terça-feira.

Para obter a isenção, o candidato deve ser membro de família de baixa renda inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico) ou doador de medula óssea reconhecido pelo Ministério da Saúde, conforme a Lei nº 13.656/2018.

Candidatos a vagas reservadas para pessoas com deficiência (PcD) devem enviar um laudo médico legível, emitido até 36 meses antes do último dia de inscrição. A taxa de inscrição é de R$ 130 para analista judiciário e R$ 85 para técnico judiciário.

O pagamento pode ser feito via Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança), disponível ao final do preenchimento da ficha de inscrição online, e pode ser pago em bancos, lotéricas e agências bancárias, ou via Pix utilizando o QR code fornecido.

O edital do concurso foi publicado no Diário Oficial da União em 29 de maio. As vagas para analista judiciário incluem especialidades como administração, contabilidade, arquitetura, enfermagem, engenharia civil, elétrica e mecânica, medicina (clínica médica, psiquiatria, do trabalho), odontologia, psicologia, serviço social, tecnologia da informação e área judiciária.

Para técnico judiciário, as especialidades são administrativa, agente da polícia judicial e programação de sistemas.

As vagas estão distribuídas entre os seguintes tribunais:

  • Tribunal Superior Eleitoral;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Acre;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Amapá;
  • Tribunal Regional Eleitoral da Bahia;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Ceará;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Goiás;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Pará;
  • Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Paraná;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Piauí;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte;
  • Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Roraima;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina;
  • Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe;
  • Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

A única corte eleitoral que não participará do concurso é a de Tocantins, pois ainda há um concurso válido na unidade.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia