Jerônimo é o quarto governador com maior salário do país, após reajuste

A partir de agosto deste ano, governador da Bahia vai passar a receber R$ 36.894,89

Na semana passada, a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou um novo reajuste salarial para o governador do estado, Jerônimo Rodrigues (PT), posicionando-o como o quarto governador estadual com o maior salário no Brasil. Esse aumento faz parte de um ajuste escalonado em duas partes.

O petista só não fica, na questão dos rendimentos, à frente dos governadores de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), do Acre, Gladson Cameli (PP), e de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), conforme levantamento feito pelo portal Uol.

O salário do governador baiano terá um aumento em duas partes. Desde o mês passado, ele passou a receber R$ 36.171,43 e, a partir de agosto, será de R$ 36.894,89.

Durante a transição de governo, a Alba já havia aprovado um aumento significativo de 49%, elevando o salário do governador de R$ 23,5 mil para R$ 35 mil antes mesmo de Jerônimo Rodrigues assumir o cargo

Veja o ranking no país:

Sergipe – Fábio Mitidieri (PSD) – R$ 41.650,92

Acre – Gladson Cameli (PP) – R$ 40.137,69

Minas Gerais – Romeu Zema (Novo) – R$ 39.717,69

Bahia – Jerônimo Rodrigues (PT) – R$ 36.894,89 (com o aumento aprovado na semana passada)

Mato Grosso do Sul – Eduardo Riedel (PSDB) – R$ 35.462,27

Rondônia – Marcos Rocha (União Brasil) – R$ 35.462,22

Rio Grande do Sul – Eduardo Leite (PSDB) – R$ 35.462,22

Pará – Helder Barbalho (MDB) – R$ 35.363,55

São Paulo – Tarcisio de Freitas (Republicanos) – R$ 34.572,89

Roraima – Antonio Denarium (PP) – R$ 34.299,00

Amazonas – Wilson Lima (União Brasil) – R$ 34.070,00

Piauí – Rafael Fonteles (PT) – R$ 33.806,39

Paraná – Ratinho Junior (PSD) – R$ 33.763,00

Maranhão – Carlos Brandão (PSB) – R$ 33.006,39

Amapá – Clecio Luis (Solidariedade) – R$ 33.000,00

Paraíba – João Azevedo (PSB) – R$ 32.434,82

Espírito Santo – Renato Casagrande (PSB) – R$ 30.971,84

Mato Grosso – Mauro Mendes (União Brasil) – R$ 30.862,79

Distrito Federal (Brasília) – Ibaneis Rocha (MDB) – R$ 29.951,94

Alagoas – Paulo Dantas (MDB) – R$ 29.365,63

Goiás – Ronaldo Caiado (União Brasil) – R$ 29.234,38

Tocantins – Wanderlei Barbosa (Republicanos) – R$ 28.070,00

Santa Catarina – Jorginho Mello (PL) – R$ 25.322,25

Pernambuco – Raquel Lyra (PSDB) – R$ 22.000 (mas ela recebe R$ 42.145,88 como procuradora do estado).

Rio Grande do Norte – Fátima Bezerra (PT) – R$ 21.914,76

Rio de Janeiro – Claudio Castro (PL) – R$ 21.868,14

Ceará – Elmano de Freitas (PT) – R$ 20.629,59



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia