Operação “Morfina” resulta na prisão de quatro pessoas envolvidas na morte de uma estudante de medicina

A estudante morreu por overdose de remédios

Foto: Reprodução / Metrópoles

Quatro pessoas foram presas em conexão com a morte de uma estudante de medicina em outubro de 2023, em Goiás.

A estudante morreu por overdose de remédios, e as investigações policiais revelaram que os detidos facilitaram a compra de medicamentos controlados, como Rivotril (tranquilizante), Morfina (analgésico) e Ozempic (controle de açúcar no sangue).

As informações são do Metrópoles.

Inicialmente, acreditava-se que a causa da morte fosse suicídio, mas o delegado responsável pelo caso, Thiago Martinho, afirmou que a estudante fazia planos para o futuro, sugerindo que o óbito foi acidental devido à combinação das drogas.

Os presos são um médico, dois farmacêuticos e um funcionário da farmácia. O médico fornecia as receitas dos medicamentos controlados, facilitando a venda ilegal para os clientes. Os farmacêuticos recebiam as receitas do médico e liberavam os medicamentos para a venda.

O funcionário da farmácia era responsável por oferecer os remédios aos clientes e concluir as vendas e confessou o crime,  revelando o esquema criminoso.

A operação “Morfina” resultou no cumprimento de seis mandados.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia