Jau vai comandar o bloco dos Mascarados no Circuito Dodô

Imagem: divulgação

Um bloco dominado por cantoras em mais de duas décadas, Os Mascarados apostam em Jau para comandar o carnaval de 2024, quinta-feira (08/02), no tradicional Circuito Dodô (Barra-Ondina). Acompanhado de sua banda, o cantor baiano vem reforçar o conceito do bloco em resgatar a fantasia e criar um repertório com músicas atuais e clássicos dos antigos carnavais. Neste 23º ano, o bloco volta a abrir “extraoficialmente” o Carnaval de Salvador, sempre às quintas-feiras, arrastando uma multidão alegre, festiva e fantasiada, que se diverte no espaço mais democrático e plural da folia.

Jau conta que se sentiu privilegiado ao ser convidado para puxar Os Mascarados. Na história do bloco, que tem três mulheres na direção e como uma de suas fundadoras a cantora e Ministra da Cultura, Margareth Menezes, poucos homens puxaram o seu trio no percurso Barra-Ondina.
“Me sinto lisonjeado puxar Os Mascarados, um bloco que tem tantos anos e um histórico de sempre ter cantoras no comando de seu trio. Acho que sou um dos poucos homens a ter o privilégio de puxar o bloco. Então, só posso dizer que é um grande prazer fazer parte dessa família linda, que é Os Mascarados”, festeja Jau.

Autor de sucessos, entre eles, “Se joga”, “Sandália de couro”, “Já é”, “Flores da Favela”, “Canto ao pescador” “Coração bola” e “A camisa e o botão”, Jau explica que vai adaptar o seu repertório ao estilo musical do bloco. Com muito movimento e swing para divertir os foliões, o cantor vai apostar em um repertório que passeia pelos seus hits e referência aos antigos carnavais.

“Temos que entender que Os Mascarados é uma agremiação que tem um apelo musical muito específico, então vamos adentrar neste ambiente musical do bloco. Vamos fazer uma fusão do que a gente é do que são Os Mascarados, mesclando as nossas músicas com as que compõem o seu repertório clássico para a folia”, explica.

Soteropolitano, o cantor e compositor Jauperi Lázaro dos Santos, ou simplesmente Jau, é cria do Olodum. Aos 17 anos venceu o Festival de Música e Arte do bloco afro, tornando-se um dos mais prestigiados compositores baianos da atualidade. Jau é um artista que foge dos rótulos convencionais e constrói um estilo próprio, com base nas suas experiências musicais. A sua elegância criativa, através da sua originalidade melódica e poética, invadiu a alma baiana, reunindo cada vez mais admiradores em suas apresentações.

Cada canção de sucesso consolida a trajetória de um artista essencialmente inspirado pelo amor. Com uma forte influência da música afro-baiana e dono de uma das mais belas vozes da Bahia, Jau também se destaca como compositor de grande sucesso. Como autor se consagrou com “Canto ao Pescador” e “Jeito Faceiro”, sucessos do Olodum, e teve canções gravadas por inúmeros artistas, entre elas, Daniela Mercury, Cláudia Leitte, Netinho e pelo grupo Araketu.

OS MASCARADOS

O bloco Os Mascarados chega aos 23 anos mais maduro, contemporâneo e sintonizado com o seu tempo. No Carnaval de 2-24, o bloco segue a tônica que pautou sua história, afinado com as novidades, sem esquecer de sua tradição. Criado para resgatar a fantasia em uma época denominada pela mesmice dos abadás, o bloco se destaca com participação popular e democrática, diálogo com a diversidade e estímulo ao uso criativo de fantasias.

O que hoje é tendência sempre foi o modo de ser Os Mascarados. O que entrou em moda está na essência do bloco. O que é considerado mais contemporâneo é sua vocação desde o começo. Democrático. Libertário. Diverso. Os Mascarados sempre se pautaram por ser um espaço livre, sem limites, aberto para todos os públicos, sem distinção.

É bloco sem corda, carnaval pipoca. Fantasia no corpo e na mente. Mistura de cores, jeitos, raças e credos. Brincadeira e alegria num espaço onde cabem todos, sem distinção. Pés no chão e cabeça aberta em um dos palcos sagrados da festa em Salvador. Então, vista a sua fantasia e venha se divertir.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia