Após terremotos em SAJ e outras cidades, Bahia recebe rede sismográfica para monitorar tremores de terra

Nove sismógrafos serão instalados na próxima sexta-feira (4/9), no interior da Bahia após a serie de abalos que assustaram moradores. Uma equipe de pesquisadores do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LABSIS/UFRN), instituição que integra a Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), virá ao estado para instalar equipamentos de monitoramento de tremores.

Os equipamentos serão colocados em Amargosa, Mutuípe, São Miguel das Matas, Elísio Medrado, Brejões, Laje e Ubaíra, municípios afetados pelos tremores de terra recentes. Desde o último sábado (29/8) até esta quinta-feira (3/8), a RSBR já registrou pelo menos 23 tremores de terra na região. O maior evento foi registrado no domingo e teve magnitude 4.6. O sismo rachou e destelhou algumas casas.

Os sismógrafos são aparelhos usados para detectar os movimentos do solo, inclusive os gerados pelas ondas sísmicas. O trabalho será acompanhado por uma equipe da Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec) e a previsão do RSBR é que, até o próximo domingo, (13/9) todos os sismógrafos já estejam instalados e em pleno funcionamento.

Com a nova rede será possível determinar com mais precisão os epicentros dos eventos sísmicos e suas profundidades, que podem interferir na intensidade dos tremores, isto é, no efeito do abalo na superfície terrestre.

Fonte: Aratu