‘Estou destruída, acabou com minha vida’, diz mãe de criança baleada na cabeça, em Salvador

vida

“Estou destruída, acabou com minha vida. Minha filhinha (sic) é minha companheira”. Esse é o relato de Ana Paula, mãe da pequena Bruna Beatriz Cerqueira, de oito anos, que foi baleada na cabeça, no bairro da Boca do Rio, em Salvador.

“[Acabou] com a vida da minha família. Dar dois tiros na cabeça de uma criança de 8 anos. Não sei o que vai ser da minha vida”, desabafou Ana Paula.

A tia da menina, identificada como Graziane Cerqueira de Santana, 24, também foi atingida pelos disparos. Ela foi baleada no peito, na barriga e na perna.

O caso ocorreu na manhã de domingo (16) na rua Barreto de Brito. Testemunhas disseram que Graziane seria alvo dos tiros. Tia e sobrinha foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Segundo os moradores, um grupo de pessoas estava reunido em um bar da região para uma comemoração. Graziane se preparava para fazer um sorteio de brindes, quando dois homens chegaram em um carro branco.

Um dos homens desceu do veículo e ficou por alguns minutos na festa. Em seguida, o suspeito foi em direção a Gaziane e disparou várias vezes contra ela. A mulher entrou em luta corporal com o homem, que continuou atirando e atingiu a criança na cabeça.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), moradores do local informaram que a mulher baleada e o autor do crime seriam integrantes de organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas. Essa informação ainda não foi confirmada pela polícia.

Após a situação, a Polícia Militar afirmou que intensificou o policiamento no local por meio de rondas e fez buscas na região à procura de suspeitos. (G1)