Grupo é investigado pela polícia após esquema de entrega de drogas por transportadoras ser desmontado na Bahia

Um homem foi indiciado por tráfico interestadual de drogas em Jequié, e outros três já foram identificados em Vitória da Conquista.
Grupo é investigado pela polícia após esquema de entrega de drogas por transportadoras ser desmontado na Bahia
Drogas em encomendas enviadas via Correios são apreendidas na Região Metropolitana de Salvador — Foto: Tony Silva/Polícia Civil

Ao menos quatro pessoas são investigadas nas cidades de Jequié e Vitória da Conquista por atuação em um esquema de tráfico interestadual de drogas. Os suspeitos usavam transportadoras para despachar os entorpecentes entre o estado baiano e o Paraná.

O esquema foi descoberto na quarta-feira (11), quando investigadores conseguiram identificar uma empresa que levava as cargas. No estabelecimento, eles encontraram diversas caixas, com notas fiscais de produtos eletrônicos, mas que, na verdade, guardavam drogas embaladas a vácuo. Foram apreendidos 21 quilos de maconha na ação.

Também conforme a polícia, uma das localidades onde droga seria entregue, em Jequié, foi identificada. O responsável pelo material foi conduzido à delegacia local, confessou crime e apontou outros envolvidos. A polícia não informou se ele ficou detido.

Outro três homens também foram identificados em Vitória da Conquista. Inquéritos foram instaurados para apurar os casos e os suspeitos serão indiciados por tráfico de drogas. Porções de maconha, skunk, haxixe; cocaína, e as sintéticas ecstasy e LSD foram apreendidas na quarta-feira (11), no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas, na BR-324, na altura de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Ninguém foi preso.

De acordo com a Polícia Civil, os entorpecentes seriam enviados para Salvador, algumas cidades do interior baiano e outros estados, como São Paulo, Minas Gerais e Ceará. Conforme informou o delegado Jesus Pablo, os destinatários tinham endereços de classe média.

Durante as buscas, foram encontrados ainda extratos líquidos de THC para serem utilizados em cigarros eletrônicos. Entre as encomendas, também foi encontrado um filhote de cobra da espécie jiboia, que foi encaminhado para um órgão ambiental.

Fonte: G1

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias