Jurado de vingança, policial é morto por bandidos com a própria arma em Itapuã

Foto ilustrativa

O policial penal Luís Carlos Júnior, 41 anos, foi morto na noite de domingo, em frente a igrejinha de Itapuã, na Praça Caymmi. De acordo com informações do presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb), Reivon Pimentel, Luís morava próximo ao local onde foi morto e já tinha se desentendido com criminosos do bairro e atirado em um deles. Após o ataque, os bandidos teriam jurado vingança.

“Ontem, por volta 21h30, os criminosos chegaram na praça da igrejinha, seguraram ele e o alvejaram com a própria arma dele. Eram quatro meliantes, que fugiram levando a arma e os pertences dele”, informou Pimentel. Segundo ele, o policial penal era lotado na Cadeia Pública e faria 42 anos em setembro.

Em nota, a Polícia Militar (PM) que a 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Itapua) foi acionada por volta das 22h15 pelo Centro de Comunicação Integrada (Cicom), órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para atender a uma ocorrência de que havia um homem atingido por disparos de arma de fogo na praça Dorival Caymmi.

“No local, a guarnição localizou o homem de 42 anos já sem sinais vitais, atingido por disparos de arma de fogo na altura das costas. O  Serviço de Investigação de Local de Crime (Silc) foi acionado para realizar a perícia e remoção do corpo”.

O crime será investigado pela Polícia Civil. Procurada, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do estado da Bahia (Seap) ainda não se posicionou.

*Correio