Homens que lutaram pela emancipação do município de Varzedo; 27 anos de história!

feergsreg

O município de Varzedo, no Recôncavo Baiano, completa no próximo dia 13 de junho 27 anos de emancipação política e administrativa. Conhecido pela cultura da mandioca, do amendoim e da banana, Varzedo é um município brasileiro do Estado da Bahia cuja população recenseada pelo IBGE em 2010 foi de 9.109 habitantes.

Está localizada as margens da BA 026, entre os municípios de Santo Antônio de Jesus, São Miguel das Matas, Castro Alves, Elísio Medrado e Conceição do Almeida. Foi desmembrado de Santo Antonio de Jesus em 1989 após a realização de um plebiscito, uma consulta popular, cuja maioria votou sim, concordando com a elevação da vila a categoria de cidade.

Algumas figuras exerceram um papel fundamental nesse processo, incluindo os senhores Antônio França, Mestre Valdivino e Manoel Bispo (imagem). Os mesmos saíam de porta em porta convencendo os moradores do campo e da cidade e dizer SIM no plebiscito.

Além dos senhores Antônio, Valdivino e Manoel, um outro lutador em prol de Varzedo foi o já falecido Manoel José de Souza. Segundo o seu filho Valter Bomfim Lago, Nonô – como era conhecido, levou várias pessoas para fazerem manifestação na Assembléia Legislativa e no Tribunal Regional Eleitoral em Salvador, enfrentando, inclusive, políticos poderosos de Castro Alves e Santo Antônio de Jesus que eram contra a emancipação.

Não podemos também esquecer o legado deixado pelo inesquecível Monsenhor Gilberto Vaz Sampaio, que ao chegar em Varzedo em 1982, fundou o primeiro colégio de 1º Grau do município, colégio este que leva o seu nome, posteriormente, em 1986,  Monsenhor Gilberto funda o primeiro colégio de 2º Grau de Varzedo, Colégio Estadual Nossa Senhora da Conceição, instalando o curso de Magistério. Também criou um colégio de 1º Grau no Povoado de São Roque dos Macacos.

Na emancipação, confiante na capacidade dos estudantes, Monsenhor Gilberto criou uma comissão e incentivou os estudantes da cidade a realizarem peça teatral com a finalidade de conscientizar os moradores da vila sobre a importância de torná-la independente de Santo Antonio de Jesus, se tornando município. O desejo do Monsenhor e de tantos outros se concretizou em 13 de junho de 1989.

PARABÉNS VARZEDO; e que você morador (a), independente de idade, continue lutando pelo seu município, para quem sabe no futuro, seu nome ser lembrado pelo resultado da semente, hoje, plantada por você.

 

Fonte: Tribuna do Recôncavo