Bahia ultrapassa três mil casos confirmados de coronavírus; número de mortes chega a 114

A Bahia registrou, nas últimas horas, 218 novos casos de coronavírus e ultrapassou a marca de três mil pacientes diagnosticados com a doença. Segundo boletim divulgado pela Secretaria de saúde do Estado (Sesab) no início da tarde desta sexta-feira (1), são 3.085 casos, com 114 mortes, oito a mais do que o órgão estadual anunciou na noite da última quinta-feira (30).

Entre as 12h de quinta-feira e as 12h de sexta-feira, o crescimento no número de casos foi de 8,2%. Autoridades públicas do governo estadual afirmam que é preciso reduzir a curva de propagação para menos de 6% para evitar o colapso do sistema de saúde baiano no fim do mês de maio.

Das oito mortes registradas nas últimas horas, sete ocorreram em Salvador. Foram cinco homens e três mulheres, a mais jovem delas com 42 anos. Ela tinha histórico de trombose pulmonar e estava internada em um hospital público da capital baiana. O óbito ocorreu na última quarta-feira (29).

Uma mulher de 69 anos, com histórico de doença de Alzheimer e depressão, morreu na última quinta-feira (29). Estava internada em um hospital filantrópico de Salvador. A última paciente do sexo feminino a morrer tinha 66 anos, com histórico de diabetes, doença cardiovascular e obesidade. Ela estava internada em um hospital público da cidade.

Dos homens, o mais jovem tinha 52 anos e não apresentava quadro de comorbidades. Ele estava internado em um hospital público de Salvador e morreu na terça-feira (28). Outro óbito que ocorreu no mesmo dia foi o de um paciente com 68 anos, com histórico de diabetes e doença renal. Ele estava internado em um hospital público na capital baiana.

Um dos óbitos divulgados pelo boletim da Sesab ocorreu na segunda-feira (27). O paciente era um homem de 82 anos, residente em Salvador, com histórico de hipertensão, doença cardiovascular, obesidade, epilepsia e histórico de AVC. Ele estava internado em um hospital federal da capital.

Um homem de 78 anos completa a lista de mortes decorrentes do coronavírus registradas em Salvador. O paciente apresentava histórico de diabetes, hipertensão e doença de parkisom. Ele estava internado em um hospital privado da capital e faleceu na última quarta-feira (29).

A única morte vinda do interior ocorreu em São Francisco do Conde. Um homem de 58 anos, com histórico de hipertensão e doença renal crônica, morreu na última quarta-feira (29), após ser internado em um hospital privado de Candeias.

Das 114 mortes pelo coronavírus registradas na Bahia, 74 ocorreram em Salvador. As demais estão distribuídas entre os municípios de Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Camaçari (1); Capim Grosso (1); Catu (1), sendo que a paciente foi contaminada na capital baiana; Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (4); Ipiaú (2); Itabuna (3); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Nilo Peçanha (1); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vitória da Conquista (3). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até às 12h horas desta sexta-feira (1).

O boletim epidemiológico registra 7.929 casos descartados e 14.715 notificações. Existem hoje 203 profissionais de saúde com diagnóstico positivo para Covid-19. Considerando o número de 689 pacientes recuperados e 114 óbitos, 2.282 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais. Um novo boletim com a descrição detalhada do local de ocorrência dos casos será publicado a partir das 17h de hoje.