Ipiaú: mais 17 internos do abrigo de idosos testam positivo para covid-19; cidade chega a 121 infectados

O município de Ipiaú teve mais 22 casos confirmados de covid-19. Destes, 17 são idosos da Fundação Casa Lar Dona Deraldina (Abrigo dos Idosos). No boletim anterior já tinha sido divulgado a confirmação de 34 idosos e 6 colaboradores da instituição. Até o momento, o abrigo tem 51 idosos infectados. Ainda restam o resultado das análises de 17  coletas enviadas ao Lacen.

No boletim desta quarta-feira (06), a Prefeitura Municipal de Ipiaú, através do Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, informou  que há 01 caso detectado em adulto jovem por swab encaminhado pelo Hospital e Clínica São Roque e 04 detectados por teste rápido positivo com vinculação epidemiológica por contato com caso já confirmado anteriormente. Conforme a secretaria, todos estão estáveis, já em isolamento domiciliar.

“Dessa forma, até presente data temos total de 370 casos registrados como suspeitos para COVID-19, sendo 121 casos confirmados, 15 pessoas que testaram positivos para COVID já estão curadas, 133 casos descartados, 50 casos em fase de investigação, 510 pessoas em quarentena e 02 óbitos”, aponta o boletim da secretaria de Saúde.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou nesta quarta-feira (6) um procedimento administrativo para fiscalizar e acompanhar a situação da Fundação Casa Lar Dona Deraldina. As promotoras de Justiça Letícia Monte e Rafaella Carvalho expediram ofício à prefeitura, no qual requisitam os serviços municipais de saúde e assistência social para realização de isolamento, em no máximo 24 horas, dos idosos contaminados por meio da retirada dos abrigados que tiveram resultado negativo para contaminação. Elas recomendam que os idosos não contaminados sejam transferidos para “instalações físicas em condições adequadas de habitabilidade, higiene, salubridade, segurança e saúde”.

No último dia 20 de março, o MP-BA já havia recomendado adoção de medidas de prevenção ao coronavírus na instituição. Entre as medidas recomendadas, estavam o fornecimento de todos os equipamentos e materiais necessários aos funcionários e gestores das instituições que lidam com os idosos acolhidos, como máscaras, luvas, álcool gel, dispensadores de sabão, lenços de papel; higienização ambiental, redobrando os cuidados com a limpeza de maçanetas, portas e áreas de usos comum dos idosos, sempre com material de limpeza adequado; e restrição das visitas dos familiares dos idosos apenas a situações emergenciais e que justifiquem o contato físico com pessoas de fora da instituição.

As promotoras Letícia Monte e Rafaella Carvalho também instauraram, no último dia 13, procedimento administrativo para acompanhar a adoção de medidas preventivas e de combate à disseminação da Covid-19 no Hospital Geral de Ipiaú. Já no último dia 24, o MP-BA orientou a prefeitura para a elaboração de plano e estudos técnicos para subsidiar a tomada de decisão sobre eventual abertura do comércio, que segue restrito a serviços essenciais.

(Giro em ipiaú)