Em ‘dia D’ contra Covid-19, ministro da Saúde suspende divulgação da cloroquina

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, decidiu suspender a divulgação do remédio hidroxicloroquina durante a realização do ‘dia D’ contra a Covid-19. Segundo o jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira (29), o ministro teria chegado a se irritar e ameaçou cancelar a campanha caso algum medicamento fosse citado diretamente.

A nova orientação é que o evento, que iria contar com aulas virtuais sobre o remédio, foque no “atendimento e conduta precoce” contra a doença. O evento, batizado de ‘Dia de conscientização para o cuidado precoce’, está previsto para acontecer no sábado (03).

Conforme a reportagem, a secretária de Gestão do Trabalho na Saúde, Mayra Pinheiro, teria chegado a defender a divulgação do medicamento. De acordo com o jornal, ela teria dito que a data serviria para “conscientizar médicos que ainda têm medo porque sofreram muito bombardeio de sociedades médicas, de grupos que, por ideologia, eram contra o medicamento”.

A pasta teria até chegado a levantar a possibilidade do Exército distribuir a hidroxicloroquina para unidades básicas de saúde selecionadas para a data.

Apesar da exaltação ao medicamento por parte de algumas alas do governo federal, a cloroquina não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

Fonte: Bahia.Ba