Ausência de programa de testagem dá falsa ideia de ‘fim da pandemia’, diz especialista

                                                                                 Foto: BBC

 

A falta de um programa de testagem nacional para a Covid-19 causa na população uma falsa sensação de que a pandemia está no fim, avalia a epidemiologista Ethel Maciel.

Em entrevista à CNN, ela explicou por que o Brasil atingir a menor taxa de transmissão do coronavírus desde abril do ano passado não significa necessariamente que a circulação do vírus está diminuindo no país.

“Sem dúvida, a vacinação nos fez chegar nesse bom indicador. Mas nós ainda estamos numa pandemia, não é o momento de relaxar”, disse a especialista. “A gente precisa de algo que ainda não conseguimos implantar no Brasil: um programa de testagem.”

Segundo ela, a flexibilização das medidas restritivas sem o devido rastreamento da doença pode provocar novos surtos, além do surgimento de mais variantes do coronavírus.

“A diminuição [da taxa de transmissão] é pela vacinação, mas não necessariamente as pessoas estão diminuindo a infecção. Elas podem estar com casos mais leves ou não estarem indo fazer testes por não apresentarem os sintomas, pois estão vacinadas”, afirmou Ethel.

Além do programa de testes, o país também nunca implementou uma busca ativa por pessoas que tiveram contato com a Covid-19. “Isso reflete numa falsa ideia de que temos menos casos e não porque efetivamente é isso, mas sim porque estamos com menor testagem.”

A especialista avaliou que o Brasil poderia investir melhor nesses recursos para controlar a pandemia. “Se a pessoa está com teste positivo, ela não vai aglomerar ou sair de casa. Nesse momento, vacinação é fundamental e ter programa de testagem mais próximo das pessoas também seria.”

*Reportagem CNN Brasil